Make your own free website on Tripod.com

ILHA DE BUSS

Mapa da Ilha de Buss contido na obra de John Seller, "English Pilot", datado provavelmente do ano de 1673.

 

DESCOBRIMENTO DA ILHA DE BUSS

A descoberta desta ilha é-nos dada a conhecer por Best e foi publicada numa compilação de Hakluyt sobre a terceira viagem de Frobisher (datada de 1578). Nesta, um dos navios da expedição, o "Emmanuel" fez uma descoberta (note-se que "buss" é um tipo de pequena embarcação de pesca): "The Buss of Bridgewater, as she came homeward, to the southeastward of Frisland, discovered a great island in the latitude of 57 degrees and a half, which was never yet found before, and sailed three days along the coast, the land seeming to be fruitful, full of woods, and a champaign country." (79)

Posteriormente surgiu o relato de uma testemunha ocular, "Thomas Wiars, a passenger in the Emmanuel, otherwise called the Busse of Bridgewater", referido por Miller Christy (80). Esta testemunha afirma que largaram de Frisland (segundo Babcock, uma parte da Groenlândia) a 8 de Setembro e, a 12, chegaram a esta ilha, rodearam as suas costas por dois dias. Afirma que nela existia muito gelo, omitindo as referências paradisíacas do parágrafo anterior, o que reforça a credibilidade desta testemunha.

DESAPARIÇÃO DA ILHA DE BUSS

Os esforços para chegar a esta ilha, após o seu descobrimento, foram todos eles frustados. Começou-se então a sugerir hipóteses para explicar o seu súbito desaparecimento. Van Keulen, numa Carta de 1745 incluia a seguinte inscrição: "The submerged land of Buss is nowadays nothing but surf a quarter of a mile long with rough sea. Most likely it was originally the great island of Frisland". A partir daqui a denominação "Sunken Land of Buss" ter-se-ia tornado corrente.